«

»

abr 28 2017

Imprensa MDM

Imprimir Post

RECORD: NO MINHOCÃO, ROUBOS E FURTOS AUMENTAM 90%

Record TV log

SP NO AR RECORD 1

Roubos e furtos aumentam 90%

no Minhocão

26/4/2017

     O número de roubos e furtos no Elevado Costa e Silva aumentou 90%, de acordo com a Secretaria do Estado de Segurança Pública. Os ataques dos criminosos acontecem nos fins de semana, período em que o viaduto fica aberto para o lazer dos paulistanos.

     Você sabe que o Minhocão aberto para o lazer faz com que os criminosos ataquem os pedestres por lá? Nós descobrimos que os furtos aumentaram 90% ! Preste atenção na descoberta da nossa equipe.

M R7 1 

     Quem vê crianças, jovens, adultos, idosos, famílias inteiras caminhando pelo Elevado João Goulart , o popular Minhocão, na região central de São Paulo, talvez não imagine os riscos que lugar oferece aos frequentadores.

     Cenas como essas. Pessoas falando ao celular. Usando o smartphone para acessar a internet. São um prato cheio para os criminosos que agem por aqui.

     A Betini foi uma das vítimas.

M R7 2

     “Eu atendi o celular, é coisa que eu não faço, mas eu atendi porque era urgência. Eu atendi, veio um cara com uma moto, subiu na calçada, arrancou o celular e foi embora. Eu sai correndo atrás. Mas perdeu o celular. Perdi o celular”.

     A Mônica, por pouco também por pouco não perdeu o celular.

M R7 3

     “Estava subindo para encontrar com uma pessoa. Eu sou promotora. Era um revendedor . Estava na porta. Eu disse por descer que eu estou chegando. Aí quando eu falei que estou chegando, o sujeito me viu e pediu meu celular.”

     Infelizmente, esses casos não são isolados. Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública mostram que os frutos e roubos no local cresceram 90% por cento.

     Foram 100 casos em 2015 e 190 no ano passado.

     Se considerarmos os crimes que aconteceram apenas na parte de cima do elevado, espaço que é fechado para o tráfego de veículos no período noturno e aos finais de semana, o crescimento é ainda maior, quase 300%.

     Foram 15 casos em 2015 e 56 em 2016.

     Moradores e comerciantes que integram o Conselho de Segurança da região colecionam ocorrências registradas na Polícia.

M R7 4

     “Existem várias gangues. Não uma. Mas são várias gangues . As gangues de bicicletas. São várias gangues de bicicletas que assaltam as pessoas . A grande maioria celulares. Roubo de celulares . Eu estou aqui com um conjunto de BOs de roubos de celulares. Há roubos a mão armada. Estou aqui com BOs aqui também, a mão armada “.

     A proximidade com a Cracolândia é apontada como uma agravante para o aumento da criminalidade.

M R7 5

     “Isso faz com que esses usuários procurem locais para promoverem seus pequenos assaltos . E a pista elevada do Minhocão, quando fechado, se torna realmente um atrativo para que as pessoas pratiquem seus crimes aqui. Chega até a ser arrastão: quatro, cinco, seis até dez pessoas furtando bicicletas, celulares, carteiras, enfim, levando o medo, o pavor e a insegurança para quem frequenta essa pista elevada”.

     Quem mora ao lado do Minhocão também reclama do crescimento da violência.

M R7 6

     O José Geraldo é Síndico desse prédio. Ele conta que até as árvores que ficam a margem do elevado são usadas pelos criminosos.

M R7 7

     “Os bandidos , os pilantras, eles ficam circulando aqui pelo Minhocão e observando dentro dos apartamentos para ver quem sai e quem entra. Ele verificou que a pessoas tinha saído, veio pelo Minhocão, subiu na árvore e pela árvore ele subiu no prédio e penetrou no apartamento da senhora. E ele fêz o roubo que ele tinha vontade de fazer lá”.

M R7 8

     Policiamento mesmo, nós só encontramos na parte debaixo do Elevado. Essa única viatura da Guarda Civil Municipal patrulhava a entrada da estação Marechal Deodoro do Metrô.

     Se os riscos já são grandes durante o dia, imagina à noite. A Patrícia e o Alessandro não tem coragem de passar por aqui quando escurece. “A gente evita vir à noite, caminhar, transitar nessa parte mais central à noite, devido a essas ocorrências que a gente escuta”.  

     A Ocidéia diz que tem um sonho:

M R7 10

     “Eu andar de bycle aqui à noite”. E parece mesmo que o sonho da Ocidéia está longe de se transformar em realidade .

M R7 9

     Agora que escureceu, o movimento caiu muito aqui no Minhocão. Quem vem para cá, não esconde o medo da violência.

M R7 11

     “É. Não venho com celular e venho com pouco dinheiro, porque já vi algumas pessoas serem assaltadas. Neguinho que vem de bicicleta, né?”

M R7 12

     “Não trago celular. Esse sonzinho que trago aqui eu guardo quando fica mais tarde, não é? Até agora dá para ir. Mas eu não vi policial nenhum aqui, até agora, né?”.

M R7 13

     “Pelo meu celular, eu tenho medo. Com o outro celular, eu não andaria. De jeito nenhum. E segurança aqui em cima, realmente é muito vulnerável. Não tem. É zero”.

http://noticias.r7.com/sp-no-ar/videos/-roubos-e-furtos-aumentam-90-no-minhocao-26042017

http://www.minhocao.net.br/

https://www.facebook.com/movimentodesmontedominhocao/

[email protected]

Curti(0)Não Curti(0)

Sobre o autor

Imprensa MDM

Imprensa MDM

Link permanente para este artigo: http://www.minhocao.net.br/?p=40446