«

»

abr 04 2017

Imprensa MDM

Imprimir Post

UMA REPORTAGEM “CAOLHA” SOBRE UMA AUDIÊNCIA INSENSATA

Desmonte MDM log

Uma “reportagem caolha”

 sobre uma “audiência-insensata”

          O Bom Dia São Paulo-Globo (41 segundos), de 3/4/17

apresentou reportagem sobre audiência da

Comissão de Política Urbana e Meio Ambiente da Câmara Municipal,

realizada na Praça Roosevelt no domingo, 2/4/17.

Desmonte audiência 4

Desmonte audiencia Roosevelt 1

          No meio de cadeiras vazias e público de cerca de apenas 60 pessoas, na encenação, 8 militantes agitaram cartolinas para a câmera.

Desmonte audiencia Roosevelt 3

 

          Não foi impreciso o apresentador falar que “a maioria dos moradores da região é favorável a abertura do elevado para os pedestres, contra a restrição de horário“, quando na região residem 230 mil moradores ao longo dos 2 kms e 800 metros do Minhocão, que estão representados legitimamente em associações comunitárias locais e que não foram ouvidas pela reportagem? Será que esqueceram o principio ético básico do jornalismo, de sempre ouvir as duas partes?

https://globoplay.globo.com/v/5772476/

Da “Audiência insensata” – Perplexidades e perguntas

         Temendo novo fracasso de público, como ocorreu no domingo 19/3, quando foi feito um “protesto silencioso” (mas com uso de megafone) e onde pouquíssimas pessoas participaram, o que foi feito?

          Para arrebanhar mais pessoas para irem na mencionada audiência, no “vale tudo pela audiência”, espalhou-se boato de que a Prefeitura iria fechar o elevado para pedestres e só passar carros, convidando os transeuntes irem protestar na Audiência na Praça Roosevelt.

          O Prefeito Regional Sé, Sr. Eduardo Odloak, teve de desmentir o boato em seu Facebook:

          “ALERTA ➡️ Soube que estão espalhando que a Prefeitura Regional Sé discute ampliar o horário de passagem dos automóveis no Minhocão como forma de diminuir a circulação de pedestres. É mentira!

Essa possibilidade nunca foi discutida por nós. Primeiro, porque isso seria competência da CET e, segundo, isso nunca esteve em pauta. Trata-se de um boato.

Quem espalha informação errada com objetivo de inflamar uma discussão tão importante como essa, certamente não está comprometido com a causa, mas sim com a publicidade que ela atrai”. (…)

https://www.facebook.com/odloak/?ref=page_internal&hc_ref=PAGES_TIMELINE&fref=nf

 

          Vale tudo para atrair a atenção? Tudo para politizarem a presença dos incautos frequentadores da praça, que desconhecem a problemática que consta da REPRESENTAÇÃO no Ministério Público?

          Não causa perplexidade que um vereador – José Police Neto – abstraindo do acima mencionado, realize Audiência Pública externa, para tratar deste assunto já deliberado?

          Não causa perplexidade que o Vereador Police Nero não solicite a Audiência Pública na Câmara, onde há a infraestrutura adequada para tal e onde os munícipes podem expressar democraticamente suas opiniões, sem pressões de claques organizadas e dissuasivas da participação de lideranças, associações comunitárias e moradores esclarecidos que pleiteiam o desmonte do Minhocão?

Desmonte audiencia 5

          Procuraram assim evitar o fracasso de público, como ocorrido em 19/3, no “protesto silencioso” (mas com uso de megafone)? A audiência insensata na Praça Roosevelt não se configura então como mera exploração para fins midiáticos?

          A Audiência Pública não deveria ser feita deve ser feita pelo Presidente da Comissão de Urbanismo e Meio Ambiente e com a presença de no mínimo 3 vereadores, conforme o Regulamento da Câmara ?

Desmonte audiencia Roosevelt

          Na audiência de domingo, na Roosevelt, na mesa dos trabalhos, isolado, o vereador Police Neto, sozinho, na mesa principal. As demais cadeiras, vazias… O vereador preside, ele mesmo a audiência, em causa própria, sobre seu Projeto de Lei… Estará conforme o Regulamento e o Código de Ética da Câmara?

Desmonte audiencia 6

Vereador Police Neto apresenta proposta atentatória à saúde pública

          O que poderá vir a ocorrer caso venha a ser acolhida a proposta insensata do Vereador Police Neto, de antecipar o horário de fechamento do Minhocão em pleno horário do rush, para às 20 horas, para liberar o elevado para pedestres?

Ronaldo

          Dr. Ronaldo Tonobohn,Superintendente de Planejamento da CET-SP, na Audiência Pública realizada na Câmara Municipal de São Paulo 28 de maio de 2015, declarou:

          (…) “O Minhocão é uma caixa fechada e se nós aumentarmos o número de volume do viário embaixo, evidentemente ali embaixo  vai aumentar o número de emissão de poluentes , gases e particulados  principalmente”.

 

          Ou seja, sem retirar a estrutura do Minhocão, fechar o elevado às 20 horas, em pleno horário do rush, o que ocorrerá? Os milhares de carros que estavam trafegando na parte de cima, se aglomerarão na parte de baixo, duplicando os já altos índices dos gases tóxicos (monóxido de carbono, cancerígeno) expelidos pelos escapamentos dos carros.

 

          Os 17 metros de largura das pistas do Minhocão, funcionam como uma como que gigantesca tampa de panela. Não permite que os gases tóxicos se dispersem pela atmosfera e assim não irá transformar estes 2 kms e 800 metros numa como que enorme câmara de gás, aumentando os problemas de saúde dos milhares de moradores que residem ao longo do elevado?

 

          A proposta absurda do vereador Police Neto será que se explica pelo fato dele não residir na região e sim na área nobre de Moema e parece desconhecer os problemas locais?

 

          Não é perplexitante que o vereador Police Neto tenha ouvido a advertência acima, do especialista Dr. Ronaldo Tonobohn, Superintendente de Planejamento da CET-SP, na Audiência Pública e pelo visto, não a tomou em consideração?

 

          Nestas circunstâncias, a proposta do vereador Police Neto de antecipar o fechamento do elevado, sem a retirada de sua estrutura, em pleno horário de rush, não é atentatória à saúde pública?

 

A fuga do mérito da polêmica

 

          Após meticuloso exame e estudo da abundante documentação  (reportagens da mídia, fotos, vídeos, depoimentos de especialistas, urbanistas, arquitetos, moradores etc) apresentada em REPRESENTAÇÃO ao Ministério Público, o Promotor e o Prefeito Regional Sé (que promulgou a PORTARIA Nº 017-PR-SÉ/GAB/2017 vetando eventos na Praça Roosevelt e Minhocão) estabeleceram normas disciplinares para uso do Minhocão.

 

          Não causa perplexidade que um vereador – José Police Neto – abstraindo do acima mencionado, realize Audiência Pública externa, para tratar deste assunto já deliberado e propor a insensatez mencionada e querer que prevaleça sua vontade?

 

          O MDM – Movimento Desmonte Minhocão – CONSEGs – Conselho de Segurança – e demais associações comunitárias participaram de três Audiências Públicas realizadas na Câmara Municipal de São Paulo, para se debater o futuro do elevado, conforme o Plano Diretor 2014, que coloca as opções “parque” ou desmonte.

 

          Participaram também de reuniões no Ministério Público, na Promotoria de Justiça de Urbanismo e Habitação, sendo uma delas como convidados pelo Promotor Dr. César Martins, no atendimento aos militantes que propõe “parque” Minhocão.

 

          Neste momento de crise histórica sem precedentes, onde não comporta mais desperdício de dinheiro público, gostaríamos de perguntar ao DD. Presidente da Câmara Municipal, à Ouvidoria e aos Srs. Vereadores quem arcou com os custos da desnecessária Audiência Pública externa, na Praça Roosevelt, realizada pelo Vereador Police Neto, com a agravante que conforme o Art. 1º. Do REGULAMENTO da ínclita Casa, “A Câmara Municipal de São Paulo tem sua sede no Palácio Anchieta, na Capital do Estado de São Paulo. §1º. Reputam-se nulas as sessões da Câmara realizadas fora de sua sede, à exceção das sessões solenes ou comemorativas”?

 

          O MDM – Movimento Desmonte Minhocão – os CONSEGs Santa Cecília, Barra Funda, Higienópolis, Campos Elíseos, Consolação, Roosevelt, República, Bela Vista, Pacaembu, as Associações de Moradores e Comerciantes de Santa Cecília e Campos Elíseos e a Ação Local Amaral Gurgel apoiam as medidas disciplinares, ordenativas, do uso do Minhocão, apresentadas pelo Prefeito Regional Sé e aprovadas pelo Ministério Público.

http://www.minhocao.net.br/

https://www.facebook.com/movimentodesmontedominhocao/

 [email protected]

Curti(1)Não Curti(0)

Sobre o autor

Imprensa MDM

Imprensa MDM

Link permanente para este artigo: http://www.minhocao.net.br/?p=40392