«

»

fev 09 2018

Imprensa MDM

Imprimir Post

Doria discrimina lideranças comunitárias e moradores e perpetua Minhocão de Maluf

Doria discrimina lideranças comunitárias,João Dória 2 moradores e perpetua Minhocão de Maluf

 

          Em Brasília desaba viaduto sem manutenção.

M4

          Em São Paulo, o Minhocão tem mais de 1.500 pontos de infiltração. Desde 2011 está sem manutenção. Arbustos crescem nas trincas, revelando a presença de água, o que compromete sua estrutura.

desmonte 49

        

          Perplexos, lideranças comunitárias e milhares de moradores receberam a notícia de que o Prefeito João Agripino Dória Jr. sancionou projeto de lei 10/14, considerado “atentatório a segurança e a saúde pública”, que impõe ”parque” sobre o Minhocão.

          O famigerado viaduto passa no meio de prédios residenciais e foi imposto pelo ex-Prefeito Paulo Maluf, causando uma série de problemas aos milhares de moradores e degradou quatro importantes bairros da região central da terceira maio metrópole do mundo.

          O artigo 132 do Código Penal caracteriza como “crime colocar pessoas em local com risco de vida e à saúde. O Minhocão está a 8 metros de altura e não tem as mínimas condições de segurança para os incautos, conforme Laudo Técnico do Comando do Corpo de Bombeiros.

          Sem falar na falta de segurança, invasão de privacidade e incomodidade insuportável aos mais de 230 mil moradores-eleitores, dos 4 bairros por onde passa o monstrengo.

          Em dois Ofícios ao Prefeito, as lideranças comunitárias, o Pároco da Matriz de Santa Cecília, Conego Alfredo Nascimento Lima, Síndicos e moradores, solicitaram um encontro ao Prefeito João Agripino Dória Jr., para serem democraticamente ouvidos. Lamentavelmente isso não ocorreu. Tal comportamento não compromete assim a imagem de “gestor” democrático?

PREFEITO JOÃO AGRIPINO DÓRIA Jr DISCRIMINA LIDERANÇAS E MORADORES

O Cônego Alfredo Nascimento Lima, Pároco da Igreja Matriz de Santa Cecília, juntamente com associações e lideranças comunitárias enviou Ofício ao Prefeito João Agripino Dória Jr., solicitando que “o referido PL 10/14 ( parque sobre o Minhocão ) seja vetado“, por ser “atentatório a saúde e segurança pública“, “invasão de privacidade e incomodidade insuportável” aos mais de 230 mil moradores.

Solicita ser atendido, juntamente com as lideranças comunitárias, para democraticamente serem ouvidos. E conclui apelando ao “seu sentimento cristão em se compadecer do sofrimento desses milhares de moradores“. O Prefeito João Agripino Dória Jr. sequer acusou recebimento do mencionado Ofício e em atitude de discriminação, não atendeu ao democrático pedido de ouvir a comunidade. 

Em nome dos 4 Consegs – Conselho de Segurança – da região central, o Dr. José Geraldo Santos Oliveira, Presidente do Conseg Santa Cecília, enviou carta Prefeito João Agripino Dória Jr. com idêntica solicitação. Novamente o alcaide sequer acusou recebimento do documento e não se dignou a democráticamente atender e ouvir as lideranças da área central.

Dória Oficio 2265

Doria Oficio PL 10 14

Curti(0)Não Curti(0)

Sobre o autor

Imprensa MDM

Imprensa MDM

Link permanente para este artigo: https://www.minhocao.net.br/?p=40758

Deixe uma resposta