ESTUDO CONFIRMA QUE O MINHOCÃO É IRRELEVANTE PARA O TRÂNSITO DE SÃO PAULO

 

          NR: Minhocão, problema que só se resolve com a eliminação de sua estrutura foi alvo de estudo do “GRUPO DE TRABALHO INTERSECRETARIAL PARQUE MINHOCÃO” da Prefeitura de São Paulo que preparou trabalho sobre sua desativação: 

https://gestaourbana.prefeitura.sp.gov.br/wp-content/uploads/2019/05/PMSP_GTI-PQ-MINHOCAO_RELATORIO-V7.pdf.

         

Apresentamos a seguir observações feitas por Dr. Sérgio Ejzenberg,

Mestre em Engenharia de Transporte. Ejzenberg é consultor da ONU.

Ele foi colaborador da CET de São Paulo durante 15 anos.  (*)

                Dr. Sergio Ejzenberg: “tenho as seguintes observações:

      IMPACTO DA DESATIVAÇÃO DO MINHOCÃO NO TRÂNSITO – pg. 75:

        “… no município o impacto é considerado muito baixo. …. Já no centro expandido o impacto é considerado baixo. …. Porém, na área de influência o impacto é considerado significativo. … Dessa forma, entendemos que será necessária a adequação do sistema viário existente para mitigar os impactos dessa proposta.”

        CONCLUSÃO: O Estudo confirma que o MINHOCÃO, obra cara com 2,8 km de extensão, é irrelevante para o trânsito do Município, e, portanto, JAMAIS DEVERIA TER SIDO CONSTRUÍDO (sem levar em conta seu deletério impacto urbano).

          CUSTO E PRAZO PARA DEMOLIÇÃO DO MINHOCÃO – 2800 m – PG. 67:

          “O prazo estimado para a realização da demolição de todo o elevado Presidente João Goulart seria de 24 meses e o orçamento estimado preliminarmente é de R$ 113.229.658,84.”

          CUSTO E PRAZO PARA CONSTRUÇÃO DO PARQUE DE APENAS 900 M – Pg. 116 e 117:

        CUSTO TOTAL: R$ 11,8 milhões + R$ 24,5 milhões = R$ 36,3 milhões (sem incluir o custo da reforma da estrutura do MINHOCÃO, com 50 anos de idade e reconhecidos problemas).

         PRAZO: 20 meses (≈1,8 anos).

         CUSTO E PRAZO ESTIMADOS PARA CONSTRUÇÃO DO PARQUE MINHOCÃO TOTAL COM 2.800 M

        (ESTIMATIVA COM BASE EM SIMPLES REGRA DE TRÊS):   

        CUSTO DA OBRA: 36,3 milhões ÷ 900m x 2.800m = R$ 113,0 milhões

        CUSTO DA REFORMA ESTRUTURAL DO MINHOCÃO = R$ 40 milhões (estimativa)

        CUSTO TOTAL ESTIMADO PARQUE MINHOCÃO 2.800 m = 152 milhões

        PRAZO TOTAL ESTIMADO: 20 meses  ÷ 900m x 2.800m = 62 meses (mais de 5 anos).

        RESULTADO DO DESMONTE DO MINHOCÃO:

  • A retirada dos pilares permite aumentar a capacidade viária local, 
  • minimizando os impactos negativos locais no trânsito decorrentes da 
  • demolição, permitindo a construção no canteiro central de corredor de 
  • ônibus com ciclofaixa e arborização intensa (estilo Chukri Zaidan).
  • O ambiente urbano hostil e perigoso sob o MINHOCÃO ficará resgatado.
  • Acaba a caixa de poluição confinada sob o MINHOCÃO.
  • É solução mais barata e TRES VEZES MAIS RÁPIDA do que construir o Parque Minhocão.

 

        RESULTADO DA CONSTRUÇÃO DO PARQUE MINHOCÃO TOTAL 2800m:

  • Mais caro e muito mais demorado do que demolir a estrutura.
  • Mantém o ambiente degradado sob o Minhocão.
  • Aumenta ainda mais a poluição sob o MINHOCÃO (o ESTUDO da PMSP comprovou importante redução da velocidade local, acarretando aumento da permanência dos veículos, dos congestionamentos locais, e portanto da poluição já intolerável nos baixos do Minhocão).

 

        Não existe nenhuma semelhança geométrica e de implantação entre o HIGH LINE PARK de Nova York (caro, mas funcional) e o PARQUE MINHOCÃO (caro e disfuncional).

        Atenciosamente

        Sergio Ejzenberg

        (*) Sérgio Ejzenberg é engenheiro civil e mestre em Engenharia de Transportes pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Tem especialização em Transportes realizada na França através da Agência para a Promoção Internacional das Tecnologias e das Empresas Francesas (ACTIM). No SPTV 1ª edição, ele discorre sobre transporte e trânsito. Foi engenheiro consultor da Organização das Nações Unidas (ONU) no Programa de Desenvolvimento de Transportes para Bogotá/Colômbia. Foi colaborador da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) por 15 anos. É também consultor de engenharia de tráfego e de segurança viária.

        Sérgio também foi colaborador do Conselho Estadual para Diminuição dos Acidentes de Trânsito (Cedatt), da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) e do Ministério Público Estadual. Sérgio Ejzenberg é colunista de transporte e trânsito do SPTV.

*     *     *

          NR: apresentamos a seguir, Orçamento atualizado (março/2019) de firma especializada, DESMONTEC.

     Custo do desmonte do Minhocão: 36 milhões (com o reaproveitamento das 900 vigas).

     Prazo da obra limpa e sustentável: 6 meses.

    

  

  • https://www.minhocao.net.br/
  • https://www.facebook.com/movimentodesmontedominhocao/
  • [email protected]

Curti(0)Não Curti(0)

Link permanente para este artigo: https://www.minhocao.net.br/estudo-confirma-que-o-minhocao-e-irrelevante-para-o-transito-de-sao-paulo/

Deixe uma resposta