MINHOCÃO: SOLUÇÃO OU OBSESSÃO?

MINHOCÃO:  SOLUÇÃO  OU  OBSESSÃO?

     Há 49 anos… dia 24 de janeiro de 1971 era inaugurado o Elevado Costa e Silva, hoje João Goulart, o famigerado Minhocão.

     Considerado uma aberração urbanística, o viaduto imposto, passa no meio de prédios residenciais, ao longo de seus 2 kms e 800 metros, degradando quatro importantes bairros centrais e para milhares de moradores causa sérios problemas de segurança, saúde, invasão de privacidade e “incomodidade insuportável”, conforme expressão do Promotor de Justiça de Urbanismo e Habitação, Dr. César Martins, do Ministério Público.

     O Plano Diretor Estratégico (PDE), em seu artigo 375, da lei número 16.050, diz que “uma lei específica deverá ser elaborada determinando a gradual restrição ao transporte individual motorizado no Elevado Costa e Silva, definindo prazos até sua completa desativação como via de tráfego, sua demolição ou transformação, parcial ou integral, em parque”. 

     A possibilidade do desmonte – obra sustentável, que se auto paga – dessa estrutura obsoleta, sem manutenção, degradada e degradante acendeu uma luz no fim do túnel desse apagão urbanístico que já dura quase meio século.

     Associações , lideranças comunitárias e milhares de moradores aguardam uma solução com tomada de posição positiva da Prefeitura, para que se proceda o desmonte dessa estrutura e consequente reurbanização e requalificação dessa importante área central.

     A comunidade assiste perplexa, a atual administração municipal aferrada a essa estrutura, querendo perpetuá-la – e os sérios problemas e gastos decorrentes – apesar de todos argumentos   e evidências a favor do desmonte como sendo a SOLUÇÃO.

     Não constitui uma OBSESSÃO a preservação dessa estrutura?

     Ante os sérios problemas estruturais apontado por recente Laudo do SP Obras [24.02.2019], sobre o estado detonado do Minhocão, o Secretário de Urbanismo Municipal promete, sem assumir nenhum compromisso quanto a data/prazo, que vai resolver os problemas, declarando  que “não temos dúvida com relação a segurança da estrutura. O que nós estamos fazendo agora é reparando, analisando e levantando os custos para o reparo das juntas de dilatação e principalmente do sistema de drenagem”.

 Ora há 11 meses – praticamente um ano – a Prefeitura tem conhecimento deste Laudo comprobatório do estado precário da estrutura do Minhocão e nada fêz até o momento. 

     Qual será o valor dessa despesa para perpetuar essa estrutura?

     Será razoável gastar milhões de reais dos munícipes, para – por analogia – fazer “botox” e “plástica” nessa estrutura cadavérica?

Acompanhe agora a reportagem do SPTV 2ª edição

TV Globo, de 7 de janeiro de 2020

     Carlos Tramontina: Há um mês a Prefeitura de São Paulo começou uma obra para colocar gradis no Minhocão.

     E há pelo menos 11 meses que a Prefeitura sabe que o Elevado João Goulart tem problemas graves na estrutura, que não foram ainda resolvidos.

     A repórter Laura Cassano  tem os detalhes. Boa noite Laura.

     Laura Cassano: Boa noite Tramontina. A Prefeitura defende a tese de um parque definitivo no Minhocão, mas claro, antes disse que vai fazer uma ampla discussão com a sociedade.

     Promete também mudar a cara do Minhocão, já no segundo semestre trazendo mobiliário novo nos fins de semana, para que a população possa sentir o gostinho do que seria um parque definitivo.

     Então, o que eles estão falando? Basicamente de bancos de madeira, daquelas arquibancadas como tem em alguns espaços abertos aqui no centro, como no Largo São Francisco. Isso vai ser mais ou menos o visual.

     O Edital para Licitação da empresa fornecedora já está pronta, mas não inclui aqueles vasos com plantas , nem como árvores.Mas isso é uma discussão que vai ficar a parte para a Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

     Antes disso eles querem aumentar a segurança, com a instalação desses gradis, que ainda está dependendo de um Laudo do Corpo de Bombeiros.

     Eles dizem também que vão aumentar  a acessibilidade ao Minhocão. Olha a novidade: serão 8 acessos por escadas, cinco com elevadores. Só que isso daí é um investimento que fica mais para frente. Não está incluído nesses três milhões dos gradis.

     Agora, a gente sabe também que muita gente pede investimentos mais estruturais no Minhocão. Veja a reportagem.

     Laura Cassano: Os sinais de infiltração estão escancarados.  

     E a água forma poças embaixo da pista do Minhocão mesmo sem chover há dois dias.  [NR: veja no final da reportagem,vídeos enviados por moradores]

     Transeunte: Acabei de passar ali, já sai um pouquinho molhada. Tem goteira. Não sei se é água limpa, se é água suja.

     Rosangela Nogueira: Está chovendo aqui, a gente vai para baixo e não consegue se proteger muito … porque é água suja que desce (do Minhocão).

     Laura Cassano: Tem ainda: buracos no viaduto e concreto desgastado, com ferros aparentes.

     Esse homem improvisou uma moradia entre os vãos.

     A Prefeitura sabe disso tudo há pelo menos 11 meses.

     Quarenta fotos feitas  no dia 24 de fevereiro do ano passado, pela Secretaria Municipal de Obras, já mostravam os problemas do Minhocão.

     Olhe as infiltrações, trincas, buracos, rachaduras e ferros expostos.

     Há um mês, a Prefeitura começou uma obra. Só que em outro lugar. Os novos gradis ainda não foram instalados.

     Eles vão ser instalados aqui, bem na frente desses, já existentes. Enquanto isso o pessoal colocou essa tela de proteção. Que é provisória. A tinta está fresca. O pessoal acabou de pintar. Mas, circulando por aqui, a gente encontrou alguns trechos que já apresentam sinais de desgaste.  Como esse aqui, na altura da estação Marechal Deodoro do Metrô, que está descascando.

     O Conselho de Segurança de Santa Cecília é contra a instalação dos gradis.

     Quer mesmo,  o  fim do Minhocão.

     Francisco Gomes Machado – Presidente do Conseg Santa Cecília: A alternativa seria simplesmente o desmonte.

    Mais barato.

    Mais eficaz.

     Requalificação e reurbanização de 2kms e 800 metros do centro da cidade de São Paulo.

     O Minhocão constitui uma cicatriz medonha no rosto de nossa cidade.

     Laura Cassano: Mas o CONSEG perdeu a causa na justiça no mês passado. [ NR: a afirmação está equivocada. À reportagem foi fornecida cópia de Ação Popular feita por duas lideranças comunitárias  e não pelo CONSEG. No documento, era pedido que não fosse torrado mais milhões de dinheiro público, na maquiagem para perpetuar essa estrutura

      Laura Cassano: E a Prefeitura da capital decidiu que não vai mais fechar de vez o Minhocão para os carros. Como tinha anunciado.

      Mas, promete que vai resolver os problemas que mostramos.

     Fernando Chucre – Secretário de Desenvolvimento Urbano: Não temos dúvida com relação a segurança da estrutura. O que nós estamos fazendo agora é reparando, analisando e levantando os custos para o reparo das juntas de dilatação e principalmente do sistema de drenagem”.

     Carlos Tramontina: O Secretário Fernando Chucre não deu um prazo para resolver os problemas que nós mostramos na reportagem. 

     [NR: no estilo da velha política, na qual se promete e não se cumpre…  Enquanto isso, não  vão torrando milhões de dinheiro público fazendo “botox” e “plástica” nessa estrutura cadavérica do Minhocão, impondo essa  OBSESSÃO  “parquista” da atual administração municipal? 

     Porque essa obsessão em fazer parque em local inapropriado, num viário, a 8 metros de altura, na frente de centenas de apartamentos,  sem segurança?

     Quando os parques já existentes estão em estado lamentável? E a cidade com zeladoria ineficaz… 

     Qual o interesse da cidade nessa obsessão da atual administração municipal?

     Não é lamentável? ]

     Carlos Tramontina: Na Câmara dos Vereadores há pelo menos dois projetos de lei sobre o elevado.

     Um prevê o desmonte da estrutura.

     Acaba com tudo.

     Outro, um plebiscito para a população escolher qual deve ser o destino do Minhocão.

https://globoplay.globo.com/v/8218985/

*    *     *

Comentários: 

  • Cris Oliveira
  •           Reportagem superficial, não mostrou a fundo os problemas estruturais.
  • Bruno Maia 
  •           Eu acho que a imprensa sempre faz bobagem quando fala do Minhocão…o Chucre promete e promete e ninguém cobra…
  • Rodrigo Lopes 
  •            Tem uma única obra que a prefeitura tem que fazer no minhocão. A desmontagem! ✌️

Caio Miranda Carneiro 

            Rodrigo Lopes, estou com você nessa!

Rachel Fernandez 

           Não tem a menor condição.

           Aqui tá cheio de goteiras, tem uma parte que alaga.

           Sou a favor do desmonte desde que se apresente um projeto de alternativas para o trânsito aqui da região.

Caio Miranda Carneiro 

          Oi Rachel Pet Sitter, concordo com você, toda e qualquer decisão para o destino do Minhocão deve ser pautada em estudos e projetos técnicos.

          Também defendo o desmonte porque essa é a única opção que traz uma solução mais coerente com a realidade da nossa cidade.

          Permite que as vias de baixo sejam requalificadas, assim como, as áreas verdes e o custo seria muito menor.

          Hoje com a opção de parque não temos nada disso.

          Sequer sabemos se o risco de queda é alto ou não da forma que está.

Ionis Oliveira 

          Torço pelo desmonte. Tomara que seu trabalho gere resultado.

Caio Miranda Carneiro 

          Oi Ionis Oliveira, o desmonte é a melhor opção mesmo pra quem se preocupa somente com o trânsito.

          Dizer que o Elevado desafoga o trânsito é uma ilusão, pois se você observar imagens da inauguração já havia congestionamento. 

Caio Miranda Carneiro 

          Oi Rahoney De Paula Vieira, eu também sou totalmente contra essa ideia absurda de parque. Pois precisamos trabalhar dentro da nossa realidade.

          Gastar 40 milhões para a construção de um jardim suspenso ignorando que a cidade possui mais de 180 pontes e viadutos todos com problemas graves de manutenção.

          É incoerente e insustentável.

          O Plano Diretor já determinou a desativação do Elevado até 2029.

          Por essa razão defendo o desmonte como uma opção mais barata e que traz uma solução para o transito a partir da requalificação das vias de baixo. …

Gabi Andrade 

          #DigaNaoAoParqueMinhocao

Sonia Regina

          Hoje vi  reportagem no jornal da Globo/19.15 h/ dá medo ver a situação da estrutura do elevado !

          PARQUE ???? Xô

Flávio Castro 

         Caio Miranda Carneiro já comentei contigo num outro post, se a prefeitura/estado iniciar uma obra/parque vai demorar uns 10 anos pra concluir, basta olhar pra várias outras largadas/relicitadas pela cidade, quem dirá a da Av Roberto Marinho (linha 17 O…Ver mais

Marcia Basilio Rezende 

          Desmonte já

Ronie de Melo           

          O prefeito Bruno Covas ja mostrou sua falta de palavra, como na tentativa de mudar a cracolandia de local, apesar de mandar seus secretários em reuniões e negar tal ato, caráter fica claro que nao possui e senso de gestão ainda menos.

Francisco Gomes Machado 

          Não é uma insanidade?
          Exemplo característico da velha política, o Secretário de Urbanismo fala que tem consciência dos problemas estruturais do Minhocão e que providências serã tomadas… Só que… matreiro… ele não diz quando essas medidas serão tomadas, orçamentos, valores etc.     

          Enquanto isso vão torrando milhões de reais para pintar de verde a ferragem velha e enferrujada que já existe e se planeja trazer “móveis” para colocar em cima dessa laje de asfalto quente e poluida, a 8 metros de altura?

          Não é uma INSANIDADE?

          Torrando dinheiro dos municipes para executar essa obsessão de “parque” no local mais inapropriado (Minhocão) que há?

           Não esta dando a atual administração municipal provas da incompetência, insanidade e irresponsabilidade em gerir o bem público?

          Não cuida nem do que já tem, como jardim vertical que secou por falta de cuidados… e quer fazer “parque” em cima do Minhocão?         

          A quem interessa isso?

          A cidade de São Paulo?

          Ou há outros interesses inconfessados?

          Porque não proceder logo ao desmonte dessa estrutura de 49 anos, detonada, sem manutenção e que só traz graves problemas de segurança, saúde, invasão de privacidade e incomodidade insuportável a milhares de moradores, detonou o comércio e os quatro bairros por onde passa e se faz a reurbanização e requalificação dessa importante área central, como feito por exemplo, no Rio de Janeiro?

          😲😟😡Porque querer fazer Botox ou plástica nessa estrutura cadavérica?

          Usando o suado dinheiro dos municipes?

Francisco Gomes Machado 

          Parabéns ao Vereador Caio Miranda que que teve a coragem e o senso cívico em apresentar o PL 98/2018, pelo qual a Câmara Municipal autoriza o Prefeito a desmontar o Minhocão.

Frederico Rodrigues Dias 

          Forçando a barra pra gente engoli essa aberracao!

          DESMONTE JÁ!

Gunther Claussen 

          Falta do que fazer mais importante.
          Como sempre a Prefeitura gasta dinheiro atoa.
          Brincadeira tem hora.
          Porque não montar um circo de cavalinhos?
          Ah Ah Ah só rindo.

https://www.facebook.com/CaioMirandaCarneiro/?epa=SEARCH_BOX

NR: assista ao video do SPTV  de 7/1/2020  e na sequência

como após dois dias sem chover,

continua a cair água da estrutura do Minhocão.

https://www.youtube.com/watch?v=mHoVJShfODs

https://www.minhocao.net.br/

https://www.facebook.com/movimentodesmontedominhocao/

[email protected]

 

 

 

 

Curti(0)Não Curti(0)

Link permanente para este artigo: https://www.minhocao.net.br/minhocao-solucao-ou-obsessao/

Deixe uma resposta